Segundo reportagem de Bruno Coelho no Repórter Diário, há mais de 58 meses como prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV) somente obteve aprovação de usuários de redes sociais nos serviços de limpeza urbana, segundo levantamento do grupo GovNet. O estudo analisou os dados de Facebook, Instagram e Twitter, plataformas digitais usadas pelo verde. Por outro lado, o governo tem elevado índice de rejeição em saúde, segurança pública, emprego e infraestrutura urbana.

O período da coleta de dados ocorreu entre 22 e 31 de outubro, quando 1.292 menções de internautas foram registradas a Michels e para Prefeitura de Diadema nas redes sociais, uma média de 129 publicações por dia. Dentro dessa amostragem, 99% das interações ocorreram no Facebook (1.279), 0,7% no Instagram (9) e 0,3% no Twitter (4). No estudo, 514 comentários de terceiros foram referentes a um serviço público.

Segundo dados do levantamento, os serviços de limpeza urbana foram o segundo segmento mais citado em menções destinadas ao prefeito, com 56 comentários, o que corresponde a 10,89% das interações de internautas sobre um serviço público. Dentro desse setor, 57,1% das interações foram elogios ao governo, enquanto 21,4% estão classificadas como negativas e neutras, cada uma.

A avaliação positiva a Michels, porém, se limita a esse setor. De acordo com o levantamento da GovNet, a saúde segue como o calcanhar de Aquiles do governo, com 348 comentários, o que corresponde a 67,7% de postagens direcionadas a um tipo de atendimento da Prefeitura de Diadema. Dentro desse segmento, 50,9% eram menções negativas, 42,2% positivas e 6,9% estão classificadas como neutras.

Terceiro setor mais citado, a segurança pública teve 48 interações (9,34% do total), sendo 91,7% críticas ao governo referente à política ao setor. Apenas 4,2% foram positivas e neutras, cada uma. Na categoria ensino público, houve registro de 28 comentários (5,45%), com 85,7% em conteúdos negativos, 7,1% elogiosas e o mesmo percentual para publicação neutra.

Também chamam atenção no levantamento críticas referentes a obras de recapeamento e renovação asfáltica, que receberam 13 comentários (2,53%) dentro do período de estudo, com 92,3% de avaliação negativa e apenas 7,7% com postagens positivas. Os serviços de transporte público contaram com nove menções, (1,75%): 77,8% de insatisfação e 22,2% de conteúdo laudativo.

O quesito geração de empregos registrou 12 interações (2,33%), com 58,3% de insatisfação com a política do governo no setor, enquanto 25% neutras e 16,7% elogiosas. Segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), Diadema mais demitiu do que admitiu de janeiro a setembro de 2017. No total, a cidade gerou 3.917 postos de trabalho formais, mas desempregou 4.181 nesse período.

Carregar mais por Redação
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Luiz Turco participa de audiência com o secretário estadual de Educação

A Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa realizou na tarde de terça-feir…